Os bons são maioria

Uma coisa que me deixa um pouco emocionado desde que eu sou criança são os automóveis desviando numa pista quando ouvem a sirene de um carro de bombeiros ou uma ambulância. É algo bem pequeno, apenas andar alguns metros com seu carro, mas é a maior parte das vezes um gesto de genuíno altruísmo. Todo... Continuar Lendo →

A poesia de Carlos Marrom Filho

Um dia uma pessoa muito próxima a mim disse que achava louco Charlie Brown Junior ser minha banda preferida. Disse que CBJr era uma banda de adolescente, que as pessoas gostavam até os 16 anos e depois paravam de ouvir. Ela não podia estar mais errada. Primeiro porque, apesar de gostar bastante de CBJr, minha... Continuar Lendo →

O mineirês, o francês, e o mundo que segue girando

Quando comecei a aprender francês, achei engraçado como sua pronúncia lembra o sotaque mineiro. Sabe como se escreve "eles gostam" em frânces? "Ils aiment". Sabe como se diz? "Is ême". Muito parecido com o mineirês: "e's ama". Um dos exemplos mais icônicos de mineiridade no discurso é o "fia", traduzido para o português formal como... Continuar Lendo →

Qualquer canto é menor do que a vida de qualquer pessoa

Eu gosto muito, muito de música. Ouvir letras bem escritas é um prazer diário, e parece que a vida foi feita para isso. Porém, uma das maiores cantoras do Brasil cantou que "qualquer canto é menor do que a vida de qualquer pessoa". Agora mesmo, estava escutando "Eu e você sempre", com Jorge Aragão, no... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑