Escrever olhando para frente

Hoje eu publiquei um texto que escrevi há umas duas semanas, mas que não havia publicado devido à fila de textos que já havia para publicação e alguns textos novos que escrevi de forma expediente. O texto foi um pouco mais bem recebido do que o normal, o que significa que um número maior que o normal de amigos próximos se deu o trabalho de elogiá-lo de forma mais sincera e entusiasmada do que o normal.

Eu não lembro o que está escrito no texto. Eu sei que eu comecei pensando sobre o castigo de Adão e Eva, que foi ter os olhos abertos por deus, contei um pouco sobre minha jornada pelo vegetarianismo, citei Dawkins e sua obra-prima O Gene Egoísta, que é um dos melhores livros que eu já li, e é isso. Não lembro nem como comecei nem como terminei o texto.

O que eu sei é que eu não pretendia falar de vegetarianismo quando idealizei o texto, tampouco havia pensado em citar Dawkins. Eu não lembro exatamente qual era minha intenção, mas provavelmente era uma reflexão sobre nossa “maldição” de sermos os únicos seres vivos que têm os olhos abertos, o que nos traz muito sofrimento, mas também muitas possibilidades. O papo sobre vegetarianismo e sobre sermos capazes de negar nossa natureza e fazer o que achamos que é certo veio enquanto eu escrevia.

Este é o jeito certo de escrever: olhando para frente.

***

Existem duas formas de escrever: olhando para frente e olhando para trás.

O escritor que escreve olhando para trás é aquele que desbravou o mundo e voltou para contar sua história. Ele sabe os desafios por que passou e quer contar isso ao leitor, para que ele evita erros custosos que o escritor cometeu. Ele conta o que ele sabe, o que ele já aprendeu. Ele é um velho professor.

O escritor que escreve olhando para frente não desbravou o mundo, mas o está desbravando. Ele não sabe aonde vai e divide com o leitor a sua jornada. Seu texto é um caminho que se constrói, e não que se rememora. Ele é um jovem aventureiro.

O escritor que olha para trás já resolveu as equações que não sabia e agora não tem mais o que fazer a não ser verdades e verdades a declarar. O escritor que olha para frente está resolvendo suas equações enquanto escreve e as apresenta ao leitor.

O escritor que olha para trás pode omitir fatos vergonhosos e inflar fatos honrosos, por erro ou por má fé. O escritor que olha para fente se envergonha e se honra enquanto escreve.

***

Quase todos os meus textos olham para frente: não falo de quem sou, mas de quem gostaria ser.

A maioria de meus textos não está pronto antes de estar escrito. Eles não são um resumo de constatações. 

Eles são uma ferramenta que uso para atravessar a selva. 

rainforest

Ops! Acesso restrito!

O final deste texto é de acesso restrito aos assinantes do blog.

Assinantes são leitores que acreditam no valor do blog e contribuem para seu crescimento doando uma pequena quantia por mês. Em contrapartida, eles têm acesso a nosso conteúdo mais inteligente, ácido e polêmico.

Se você gosta do blog, considere ser um assinante. É só clicar no botão colorido aqui embaixo.Se quiser ler este texto (ou outro material restrito) e não puder assinar o blog, mande um e-mail para nicolasteixeiracabral@gmail.com dizendo seu nome e o texto que deseja ler, e eu vou enviar uma cópia para você. Sem questionamentos, sem segundas intenções, quantas vezes forem necessárias.

4 comentários em “Escrever olhando para frente

Adicione o seu

  1. Nicolau, show de texto. Mas acho que tem mto prestígio em quem escreve olhando pra trás também. Falar sobre algo que já aconteceu, permite te fazer refletir e ressignificar muitas coisas. A beleza de quem escreve olhando pra frente é a espontaneidade e a descoberta do incerto, a de quem escreve olhando pra trás, é a calmaria e a certeza de que, normalmente, apesar de vários devaneios, há de se achar algo para servir de lição.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Muito bom, Stephanie. Mas acho que quem escreve sobre o passado como uma forma de refletir sobre ele e ressignificá-lo está, na verdade, olhando para frente: usando uma experiência passada para aprender algo novo, enquanto escreve. Eu faço muito isso. Obrigado pelo comentário!

      Curtir

O que você acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑