Discorrendo riscos #13

suçuarana

toda vez que saio no mato fico ansioso por saber o que vou encontrar. 

mesmo em uma terra de pecuária e monocultura, já vi de perto tamanduá-mirim, bandeira, cascavel, jararacuçu, coruja-das-torres, araras azuis, capivaras, sapos, lagartos, incontáveis aranhas, insetos, picapaus e abelhas. já ouvi um lobo guará bem perto de casa, também.

mas o encontro mais especial foi com uma onça parda, ano passado. não tenho fotos, só o sentimento de ver uma suçuarana a poucos metros de mim.

fico imaginando como era, então, milhares de anos atrás, sair por aí no mato. conhecer cada barulho, cheiro, direção. estes poucos bichos já me maravilham tanto, imagine preguiças-gigantes, tigres-dente-de-sabre, mastodontes e bestas de nariz estranho da megafauna? e a flora? imagine só as plantas.

imagine só as estrelas no céu da galáxia e se pergunte porque nos contentamos com tão pouco brilho e raros encontros do mundo de hoje?

 

brilhe, seu diamante louco.

 

as luzes artificiais nos impedem

de ver o brilho do espaço.

iluminas tua mente com estrelas

ou lâmpadas de supermercado?

 

te contentas o falsificado?

discorrendo 13.jpeg

4 comentários em “Discorrendo riscos #13

Adicione o seu

  1. Uma ideia massa que eu tenho é imaginar o quanto o mundo é escuro à noite se não tivermos luzes artificiais. A gente tá acostumado com noites muito iluminadas por faróis, postes etc. A noite natural é escuríssima, principalmente quando não tem lua, mas até quando tem.

    Curtir

    1. Era tudo bem mais escuro, mesmo, o que permitia vermos muito mais astros e tudo que iluminasse o céu. Eu imagino que nossa relação com as estrelas era bem mais íntima, e com a lua também. Hoje estamos mais na claridade, mas também na escuridão, de certa forma.

      Curtir

  2. Nunca….Paramos de pensar na vida…como será realmente nosso futuro…ouvimos várias opiniões e você acaba não se identificando com nada,a não ser com seus pensamentos dispersos..se desliga do mundo e fica pensando…um lugar…um momento histórico que nunca sera apagado e que momento é esse?Só você vai saber,quando.Não sei dizer…o lugar…traz magia e faz você flutua…você não está mais em si..distante das luzes das cidades acesas…você voa longe…o mais alto…se sente livre pra pensar e agir como você realmente quer…não liga pro que os outros vão pensar..você pode ser você sem motivos de piada e sem desconforto…
    Enquanto o mundo gira…as coisas continuam as mesmas e você nunca mais vai ter outra oportunidade para aproveitar aquele momento…o vento que bate no seu rosto..a lagrima que cai sem você querer mais,pensar dói,viver dói…ser feliz?Háaa ser feliz…é algo que cada um deve construir a cada dia que você acorda..nem sempre é lindo e maravilhoso mais será especial…porque você esta nele.Nada vai muda é seu momento diante das luzes da cidade é algo esplendor que talvez não pode volta mais…então… aproveita…chora se quiser…sorria se quiser,,,leve quem quiser….fale com quem quiser…ate as luzes se apagarem e você pode fazer muitas coisas que talvez que não penso ainda…e que pode resolver isso diante delas,com.o brilho das estrelas podemos até pensar em algo que resolva nossos problemas…enfim o brilho delas me encanta é algo inexplicável e me faz sentir que a magia nunca irá se acabar.

    Curtir

O que você acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑