Divagarte-se #14

Amor ideal

Ah, quisera eu ter um amor
Daqueles que inundam a gente
Um amor que de repente
Me trouxesse paz e acalento
E que a qualquer momento
Estivesse lá por mim
Inabalável
E com indubitável devoção

Ah, quisera eu ter um alguém
Que acreditasse nos meus sonhos,
Ainda que enfadonhos,
E os fizesse crescer
Alguém disposto a me aprender e conhecer o meu pior
E que me amando como sou,
Me estimulasse a ser melhor
Que perdoasse meus erros, sem ignorar minhas falhas
Alguém que não servisse migalhas.

Ah, quisera eu ter um alguém
Que reconhecesse minhas vitórias,
Pequenas ou notórias,
E que se orgulhasse delas.
Alguém para me mimar de vez em quando
E tornar mais brando o dia-a-dia
Só uma boa companhia que me quisesse bem
Ah, quisera eu ser para mim esse alguém.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑