Divagarte-se #15

Sou porque já fui...

Divagarte-se #14

Ah, quisera eu...!

Divagarte-se #13

Não te amo porque não quero amar.

Divagarte-se #12

Não adianta dizer nem tentar convencer que não tive a intenção. Se te fiz sofrer, o que tenho a fazer é pedir-te perdão

Divagarte-se #11

Se Deus é quem pode dar a vida, talvez haja algo de Deus em nós. Nas filhas, nas mães, nas avós. Nas mulheres que gestam e carregam o mundo.

Divagarte-se #10

A gente pensa que sabe tanto do mundo, e dos outros, e da gente, mas na verdade a gente não sabe sequer o que sente.

Divagarte-se #9

Uma visita inesperada e inoportuna chegou à minha porta. Achei que ia embora logo, mas resolveu que ia ficar. Seja bem vindo.

Divagarte-se #8

Eu sou correnteza, intensa demais. Então suprimo a incerteza e garanto a minha paz.

Divagarte-se #7

Como uma brisa vespertina que acalenta meu espírito em plena quarta-feira à tarde no centro da cidade enquanto me desdobro entre os carros.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑