Este não é um texto de conteúdo

Contabilizamos lazeres, cronometramos leituras, nos decepcionamos a cada segundo gasto pensando sobre tantos segundos gastos.

Nossos sambas, belos e dolorosos

O sofrimento é normal e desejar não o ter é inútil. Parece mais pacífico e belo compreender nossos dramas e admirá-los.

Ode ao fracasso

Estou cansado de escrever sobre minhas vitórias. Hoje escrevo sobre meus fracassos.

Ao meu primeiro amor

Quem nunca escreveu uma cartinha de amor não viveu.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑