Cazuza, epidemias, e essa gente careta e covarde

Cazuza foi o primeiro artista do qual gostei de verdade. Ninguém na minha escola gostava, meus pais odiavam, meus amigos não sabiam quem era. Eu tinha nove anos e uma prima mais velha me falou desse filme, de um cara muito louco, que descobriu uma doença horrível e saiu correndo por entre os carros, mastigando... Continuar Lendo →

Cachimbo da paz

Muita gente acha que Gabriel, o Pensador inventou o termo “cachimbo da paz” para se referir a maconha. Não foi. O “cachimbo da paz” tem uma história mais antiga. Contam algumas lendas nascidas na América do Norte pré-invasão europeia que várias gerações atrás houve um período de fome. O chefe indígena ordenou que dois jovens... Continuar Lendo →

George Harrison, textos na internet e Nícolas Teixeira Cabral

Muita coisa mudou na minha vida depois que eu passei uns maus bocados em 2017. Fiquei um mês sem beber álcool, passei seis meses vegetariano, comecei um blog… E passei a ouvir George Harrison. Eu o invejava de certa forma. Eu gritava com ele, “I really wanna meet you, I really wanna see you, Lord”,... Continuar Lendo →

Morre João Gilberto

A descrição que mais gosto de João Gilberto acho que vi em um documentário sobre Vinicius de Moraes, mas posso estar enganado. Era algo sobre o encontro de Tom Jobim com "o gênio criativo de João Gilberto". O gênio criativo de João Gilberto. O último dos pais fundadores da bossa nova passou neste sábado do... Continuar Lendo →

A poesia de Carlos Marrom Filho

Um dia uma pessoa muito próxima a mim disse que achava louco Charlie Brown Junior ser minha banda preferida. Disse que CBJr era uma banda de adolescente, que as pessoas gostavam até os 16 anos e depois paravam de ouvir. Ela não podia estar mais errada. Primeiro porque, apesar de gostar bastante de CBJr, minha... Continuar Lendo →

Qualquer canto é menor do que a vida de qualquer pessoa

Eu gosto muito, muito de música. Ouvir letras bem escritas é um prazer diário, e parece que a vida foi feita para isso. Porém, uma das maiores cantoras do Brasil cantou que "qualquer canto é menor do que a vida de qualquer pessoa". Agora mesmo, estava escutando "Eu e você sempre", com Jorge Aragão, no... Continuar Lendo →

La voglia, la pazzia

Toquinho esteve na Itália pela primeira vez em 1968, ajudando Chico Buarque em um disco. Era época de ditadura militar e o AI-5 seria decretado naquele mesmo ano. Vários artistas deixaram o país, entre eles Chico, refugiado na Itália. Em 1969, ele lançaria o álbum Chico Buarque de Hollanda na Itália. Nessa época, ainda antes... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑