Poemas para ler ao pé do ouvido #3

Apague a luz do seu quarto e curta baixinho. Poemas para ler ao pé do ouvido, por José Renato Prata.

Divagarte-se #7

Como uma brisa vespertina que acalenta meu espírito em plena quarta-feira à tarde no centro da cidade enquanto me desdobro entre os carros.

Discorrendo riscos #12

Uma joaninha pousou em minha inspiração, será que ela sabe que meu nome é João?

Ode ao fracasso

Estou cansado de escrever sobre minhas vitórias. Hoje escrevo sobre meus fracassos.

Poemas para ler ao pé do ouvido #2

Apague a luz do seu quarto e curta baixinho. Poemas para ler ao pé do ouvido, por José Renato Prata.

Divagarte-se #6

Nem terror, nem velocidade, nem altura. O que dá medo mesmo é se apaixonar.

Discorrendo riscos #11

Marcas do que se foi, sonhos que vamos ter.

Poemas para ler ao pé do ouvido #1

Nova série do meu amigo José Renato, com poemas dele, recitados por amigos.

Divagarte-se #5

O primeiro poema erótico da série.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑