a mala amarela

a mala amarela é sobre meu pai, o quinto menino a nascer de minha avó. depois veio uma menina, que quase vira mula-sem-cabeça. os outros são todos homens.

Meu inferno pessoal

O inferno pessoal, o realismo esperançoso e os caminhos até eles.

A perversão do “lugar de fala”

O “lugar de fala” surgiu para legitimar o discurso de atores sociais historicamente excluídos e tornou-se uma forma aceitável de ad hominem. Se você diz coisas como “este não é seu lugar de fala”, você entendeu tudo errado.

Por que não vou ao psicológo

Eu não faço terapia, nunca fiz, e tenho motivos para isso. Não que precisasse deles, mas os tenho.

Sobre minha falsa intelectualidade

Eu vivo como se acreditasse nos meus textos. Acredito no seu valor e acredito que as recomendações que eles dão para viver são boas. E vivo de acordo com essa crença.

Amor ao esporte

Um texto pessoal. Um dos diversos, diversos defeitos que já me reputaram foi o de que eu “não terminava as coisas”.  Realmente, eu já comecei mais coisas do que terminei: fiz dois anos de faculdade de direito e larguei, fiz dois anos e meio de francês e parei, boa parte dos meus textos não têm... Continuar Lendo →

20 conselhos para quem vai começar a faculdade de medicina em 2020

Esses dias um amigo passou em medicina e me perguntou o que eu gostaria de ter ouvido quando estava começando o curso, mais de cinco anos atrás. Estando no sexto ano, eu já vejo algumas coisas que não via naquela época e que poderiam ter me ajudado e que talvez ajude quem está começando agora.... Continuar Lendo →

Medicina, tatuagem, dor e arrependimento

E daí que você escolheu o curso errado? E daí que você não é feliz? A vida não serve para ser feliz, ela serve para ser vivida.

Por quem os sinos dobram

Dizem que nada se cria, tudo se copia. O título deste texto foi copiado de uma música de Raul Seixas chamada Por quem os sinos dobram. A canção é a primeira faixa do lado B do disco Por quem os sinos dobram, lançado em 1979. Em 1984, o Metallica lançou a canção For whom the... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑